Exerça sua arte, vá em frente!

Publicado por

Desde sempre eu quis tornar a escrita um hábito. De alguma forma, a escrita esteve e está presente nos registros diários, nos cadernos de poesia, nas cartas e nos blogs. Há muitos anos tenho blog, os primeiros foram no início dos anos 2000. Utilizar essa ferramenta me ajudou a olhar para dentro e olhar para fora. Além de desenvolver habilidades, me conectou com pessoas e me aproximou das coisas que gosto e quero dar atenção. Entretanto, esses últimos anos me mostraram algo que tenho falhado vergonhosamente – a consistência.

Diante disso, fiz um acordo interno comigo. Esse inverno será o meu exercício de consistência. Eu te convido a olhar para algo na sua vida que queira dar consistência.

Destaco a fala de Clarissa Pinkolas Estés, no livro Mulheres que correm com os lobos.

Apanhe logo a caneta, comece a escrever e pare de resmungar. Escreva. Pegue o pincel e, para variar, seja má consigo mesma: pinte. Bailarina, vista sua malha, amarre as fitas no cabelo, na cintura, no tornozelo e diga ao corpo que se mexa. Dance. Atriz, dramaturga… Em geral pare de falar. Não pronuncie mais uma palavra sequer, a não ser que seja cantora. Tranque-se num quarto com teto ou numa clareira sob os céus. Exerça sua arte. Sabe-se que o que está movimento não se congela. Por isso, mexa-se. Vá em frente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s