Em tempos de enxurrada de informação sendo grande parte notícias falsas,  vozes polarizadas e baseada em algoritmo, como construir um fluxo de informação para manter-se atualizado?

Eu faço sempre essa pergunta. Neste post, busco listar algumas estratégias que para mim, tem funcionado. Ajusto a medida que sinto necessidade.

1 – Seleciono autores chave no tema de interesse e crio um alerta no scholar google.

Essa estratégia envia-me notificações de artigos novos e artigos citados de autores do meu interesse. São publicações recentes e focada no tema da minha pesquisa. Para artigos que não estão disponíveis em texto completo, eu envio uma mensagem ao autor e solicito.

Como identificar autores chave?

Quando já tem tempo de leitura no tema é fácil identificar autores que pretendemos dialogar.

Quando ainda não tem esse repertório de leitura constituído, a busca em bases de dados por assunto do interesse é uma possibilidade de identificar autores relevantes.

2 – Assino o alerta de release de instituições internacionais de pesquisa

Além do meu tema de pesquisa, gosto de ter uma visão ampla de pesquisas que estão sendo divulgadas. O comunicado de imprensa é muito utilizado em instituições internacionais e eu procuro acompanhar para ter uma noção.

3 – Assino a newsletter de sites, revistas e jornais que tenho interesse

Para essa estratégia tenho selecionado alguns periódicos científicos com conteúdo mais amplo e  outros com conteúdo mais específico, sites do meu interesse que não enviam e-mail diariamente, ou seja tem uma frequência no mínimo semanal. Também acompanho diário de jornais de notícias.

4 – Mantenho uma lista de atualização de blogs e sites 

Quando eu tive blog no blogspot, eu gostava da lista de atualização de blogs. Bem, eu acabei fazendo um só com fontes de informação de meu interesse. Todo dia acesso para verificar atualização. São blogs e sites que eu não quero receber por e-mail.

5 – Verifico as redes sociais

Cada vez mais penso em aumentar o uso do Twitter, e quero diminuir o uso do Facebook. Na minha área de interesse aproveito muito o conteúdo que é compartilhado no Twitter. Já no Facebook, ainda que eu siga páginas do meu interesse o efeito do algoritmo é bem pesado e não recebo atualização conforme a minha escolha. Já pensei em deletar a conta do Facebook, apesar de manter uma página do blog lá.

Vejo também o LinkedIn não é a minha rede preferida, procuro aproveitar as informações que podem agregar em meu conhecimento. Como perfil de áreas pouco desenvolvidas no Brasil, competências solicitadas em vagas, trocas em grupo de debates etc…

O YouTube eu selecionei alguns canais e altero com frequência porque perco o interesse.

Essas são algumas estratégias que eu utilizo para construir um fluxo de informação.

Como você cria seu fluxo de informação?

Photo by Jeremy Bishop on Unsplash

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s