Passos iniciais para a revisão bibliográfica

Com vários tipos de revisão bibliográfica (veja este artigo com 14 tipos de revisão ).

  1. Qual é o método de revisão mais adequado para responder a sua necessidade de informação?
  2. O que você precisa saber  e fazer para conduzir sua pesquisa e apresentar os resultados?
  3. Sua pesquisa bibliográfica apresenta as evidências disponíveis, as lacunas de conhecimento e as pesquisas futuras?

Independente do tipo de revisão você exercitará a leitura e a escrita. Isso é, a leitura e a escrita sistematizada para compor e descrever a estratégia metodológica.

Eu digo que o diferencial desse processo é a organização da informação. Ela é a grande estrela da sua pesquisa.

Antes de começar uma revisão

Verifique o banco de registros de revisões sistemáticas – Prospero,  acesse esse post  as realizada e publicada e os protocolos de revisões em andamento.  Certifique se alguma revisão respondeu a sua questão norteadora.
Se a resposta for afirmativa, identifique:

  1. Quando foi feita.
  2. Ano de publicação.
  3. A qualidade metodológica.
  4. A descrição dos principais resultados.
  5. Teste a estratégia de busca utilizada.
  6. Identifique se houve estudos posteriores publicados.

 

Escrito por Juliana Reis

Atualmente trabalho na pesquisa do doutorado, na escrita de artigos,  no desenvolvimento de ferramentas de apoio à boas práticas científicas, em apresentações e cursos relacionados com as temáticas: mobilização, tradução e gestão do conhecimento. Twitter @a_julianareis

3 comentários

  1. Boa noite. As revisões sistemáticas podem ter ou não ter metanálise, correto?
    Nas revisões sistemáticas sem metanálise utilizamos apenas ensaios clínicos ou também podemos utilizar estudos observacionais?
    Obrigado.

    Curtir

    1. Boa noite. Obrigada por comentar.

      Sim, está correto. As revisões sistemáticas podem incluir qualquer desenho de estudo, desde que seja critério de inclusão. Ou seja, se no seu critério de inclusão optou-se incluir estudos que respondem a questão estabelecida independente do desenho. Um item importante na síntese é compor uma coluna de tipo de estudo. Isso deixará claro quais desenhos foram utilizados nos estudos identificados, triados e elegidos. Da mesma forma, pode-se excluir determinados tipos de estudos.
      O material das diretrizes do Ministério, a qual está no post. É voltado para ensaios clínicos, entretanto, a metodologia das revisões é bem mais ampla.
      Na minha opinião, o ponto crucial para essa escolha será a realização dos testes da estratégia de busca. A partir da visualização da recuperação dos estudos você pode estabelecer novos critérios de inclusão e exclusão. Como tipo de estudo, anos, população… Por exemplo, se a questão a ser respondida tem muito artigo de revisão, uma opção é fazer uma revisão das revisões. Se o estudo tem poucos artigos, cabe uma revisão que identifique quais são os desenhos utilizados. Lembre-se sempre, a revisão deverá trazer para o leitor evidencias e principalmente sinalizações de pesquisas futuras.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s